Notícia: ENTRADA OFICIAL DOS PRÉ-CADETES 2020 NA AMEx

Entrada dos Pré-Cadetes

Decorreu no passado dia 24 de Fevereiro, na Academia Militar do Exército, a entrada de novos candidatos a cadetes, para frequentarem o 1º ano do Curso de Licenciatura em Ciências e Tecnologias Militares.

Decorreu no passado dia 24 de Fevereiro, na Academia Militar do Exército, a entrada de novos candidatos a cadetes, para frequentarem o 1º ano do Curso de Licenciatura em Ciências e Tecnologias Militares. A magna cerimónia que iniciou com a tradicional entrada do candidato mais novo, em companhia dos candidatos admitidos mediante concurso público efectuado durante o pretérito mês de janeiro.

O acto presidido por Sua Excelência Tenente General, António José de Sousa Queirós, Comandante da AMEx, ladeado pelo Sua Excelência Brigadeiro, Lucas de Carvalho da Silva “Seará”, Chefe da Direcção de Pessoal e Quadros do Comando do Exército. Estiveram também presentes Oficiais a distintos níveis, Sargentos, Praças, cadetes, trabalhadores civis e familiares dos Pré-Cadetes.

Na sua intervenção o Comandante da Academia Militar, apresentou as boas-vindas aos candidatos admitidos e seus familiares, começando por afirmar ser  motivo de orgulho tanto para a AMEx receber-vos, assim como para os familiares ter os seus filhos aqui nesta casa que é uma casa de valores cuja missão é de formar cientificamente. O Comandante, fez questão de lembrar aos pré-cadetes do quão difícil foi o percurso de chegarem até aqui, salientando que esta não foi a parte mais difícil. A parte mais difícil é a batalha pela permanência nesta instituição. Porque “permanecer aqui significa: disciplina, estudo, dedicação e amor entre vocês”.

Dirigindo-se aos pais disse: O acompanhamento aos vossos filhos deve ser redobrado. Devem sempre procurar saber quais são os problemas que têm. Para além daqueles que nós podemos observar, há problemas de origem familiar que devem ser resolvidos pela família. A Academia Militar não é um internamento. Afirmou o Comandante. É um lugar de formação. Os pais devem fazer esse acompanhamento sempre que for necessário.

Ao terminar a sua intervenção agradeceu e lembrou: Quando alguém cai no campo de batalha, o outro tem que ter a responsabilidade de recolher, proteger, levar e salvar. 



Publicada aos: 28 De 02 De 2020 | Actualizada aos: 02 De 03 De 2020