info@academiamilitar.gv.ao | Facebook Youtube

Notícia: Celebração de 4 de Fevereiro de 1961 dia do Inicio da Luta Armada de Libertação Nacional na AMEx

Sob estribilho: “4 de Fevereiro: preservar e honrar a memória dos heróis da pátria angolana” a Academia Militar do Exército, realizou a cerimônia de celebração do 60º aniversário do início da luta armada de libertação nacional.

Presidido por Sua Excelência, Brigadeiro Jacinto Dumbo Graciano, 2º Comandante da Academia Militar do Exército, em representação de Tenente General José Alberto Veiga, Comandante da AMEx, ladeado pelos senhores Coronéis, Moisés Santos Piruca, Comandante Adjunto para educação patriótica e Jacobs Chandelei Viongo, Director de Ensino, foi testemunhado também por oficiais a distintos níveis, Sargentos, Praças e cadetes.

Na sua breve intervenção, o presidente do acto, fazendo uma interpretação militar desta data, afirmou que foi o ponto de partida; teve como missão imediata o 11 de Novembro de 1975 e missão posterior o 4 de abril de 2002 dia da paz e da reconciliação nacional. Recordou a todos que somos FAA e a nossa missão está plasmada na constituição da República no artigo 207. Sublinhou ainda a importância de respeitar-se as medidas de biossegurança, prevenção e combate ao inimigo invisível que assola o mundo e Angola em particular (covid-19). Finalmente falou das vantagens da independência, enfatizando a criação do estado e das Forças Armadas para a defesa do mesmo.

Ressaltamos que as comemorações da efeméride de 4 de Fevereiro, tiveram início no passado dia 02/02/2021, com uma palestra que teve como tema, “4 DE FEVEREIRO ONTEM HOJE E AMANHÔ, realizada pela Direcção Provincial dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria. A mesma, teve lugar na sala de conferências da Universidade Katiavala Buila (UKB) em Benguela, tendo como prelector, o senhor Coronel, Moisés Santos Piruca, Comandante Adjunto para Educação Patriótica da AMEx.

Na mesma, estiveram presente as seguintes entidades: Excia. Professor Doutor, Tucas Manuel, Director Provincial do Registo e Reforma Administrativas, em representação do Governador Provincial de Benguela, o Professor Doutor Ferreira, Reitor da UKB, Sua Excia. Jorge Sapesse, Director do Gabinete Provincial dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Sua Excia. Adelta Matias, Administradora Municipal de Benguela, Sua Excia. Vice-Almirante, Tomás Neto, Comandante da Região Naval Sul, entidades eclesiásticas, tradicionais, sociedade civil, estudantes e representantes dos partidos políticos.

A palestra teve como objectivo, “Manter acesa a chama dos Heróis de 4 de Fevereiro de 1961”, tendo como finalidade a consolidação da Paz e a estabilidade nacional. Durante a mesma, o prelector abordou os aspectos seguintes: na fase introdutória apoiou o seu pensamento em percursores da  história como ciência  Fernand Braudel e Marc Bloch, onde sublinhou que é um erro abordar o presente isolando-o do passado; a incompreensão do presente nasce fatalmente da ignorância do passado; a melhor maneira de compreender uma realidade é conhecer-lhe as causas; quem se ativer ao presente, ao actual, não pode compreender o actual, porque existe uma solidariedade das épocas; a história é a ponte entre o passado e o presente e somos todos produto do passado.

Em seguida referiu-se aos antecedentes históricos de 4 de Fevereiro onde destacou a complexidade do contexto em que nasceu o movimento da luta antí-colonial angolana; a estratégia dos líderes africanos; e o grande prestígio que ostentavam estes nacionalistas.

Antes da conclusão, descreveu então o início da luta armada protagonizado pelo MPLA no coração de Luanda com ataques à prisão militar da casa da reclusão e dois dias mais tarde â prisão civil de S. Paulo. Concluiu então que esta data marcou a viragem profunda na tomada de consciência pelos angolanos com vista o derrube do poder colonial; este acto transmitiu a real imagem da situação vigente em Angola; permitiu o mundo conhecer o verdadeiro desejo dos nacionalistas angolanos; a unidade nacional é para qualquer angolano uma das divisas fundamentais. 

Bem haja AMEx


Publicada aos: 08-02-2021 | Actualizada aos: 17-02-2021