II. ESPECIALIDADE DE DIRECÇÃO OCULTA DAS TROPAS (DOT)

1.1 - Dados Gerais

Perfil de preparação: Comando
Qualificação: Licenciado em Ciências Militares
Nível de preparação: Superior
Duração: Cinco anos
Especialidades: Direcção Oculta das Tropas
Cargos primários: Comandante de Pelotão de DOT do Batalhão ou Equivalente

1.2 - Cargos e funções para os quais o curso habilita
  • O aspirante a oficial da Arma de DOT, finalista do curso da Academia Militar Exército, Licenciado em Ciências Militares, é o profissional militar habilitado, de imediato, a:

    • Ocupar cargos e a desempenhar funções, específicas da especialidade, evidenciando competência para:
    • Comandar estrutura equivalente o pelotão de DOT (destacados nos comandos nas pequenas unidades em funções de comando em RES, manuseamento das MATCLASS, e serviços criptográficos), bem como garantir directamente as comunicações especiais como especialista destacado em postos de comando de grandes unidades e estados-maiores.
    • Conhecer o emprego das armas de defesa pessoal e defesa dos órgãos de cifras, em geral, e seus asseguramentos criptográficos.
    • Aplicar os fundamentos doutrinários do emprego da Protecção da Informação e Criptografia, nas grandes e pequenas unidades, em acções combativas ou tempo de paz.
    • Realizar o estudo da situação, riscos que enfrenta o cripto sistema decidindo com oportunidade, o emprego dos meios disponíveis na especialidade para enfrentar, desviar ou evadir o impacto e suas consequências determinando o grau de comprometimento das informações transmitidas e armazenadas e passos futuros para sustentar o serviço cifrado e de segurança nas novas condições.
    • Gerir com proficiência, segundo as normas tácticas, técnicas e procedimentos previstos de segurança, o emprego e a manutenção dos armamentos de defesa do órgão de cifras, equipamentos, materiais classificadas criptográficas e viaturas, principalmente viaturas especializadas.
    • Planificar e supervisionar, táctica e tecnicamente, o emprego dos diversos meios de telecomunicações cifradas no escalão em que esteja inserido, em acções combativas.
    • Actuar com precisão ante o ataque eminente do inimigo para a destruição das matérias classificadas, cripto materiais, meios criptográficos, e inutilizar segundo os procedimentos ou planos de continência estabelecidos até seja impraticável o emprego destes recursos para o desenvolvimento de accões inimigas.
    • Buscar o auto-aperfeiçoamento no conhecimento e acompanhamento de novos meios de comunicações cifradas, avaliação de seus riscos e possibilidades técnicas.
    • Implementar a segurança eletromagnética e defesa técnica dos órgãos de cifras, sua manutenção e reparação assim como aquelas accões de carácter técnico que permitam controlar sistematicamente o estado das instalações deste tipo.
    • Organizar, gerir, e supervisionar o Regime Especial de Segurança (RES) e manuseamento das matérias classificadas nas unidades e subunidades, desenvolver funções de controlo dos deveres e responsabilidades individuais dos militares.
    • Conhecer as possibilidades e limitações no emprego da guerra electrónica e guerra cibernética em acções combativas ou missões de tempo de paz de carácter secreto.
    • Conhecer os fundamentos dos sistemas combativos: comando e controlo; reconhecimento; manobra; apoio de fogo; defesa antiaérea; logística; desdobramento e protecção, nos escalões pelotão e companhia, em acções combativas.
    • Contribuir na preparação profissional da tropa, considerando a preservação do meio ambiente, buscando reduzir a acção destruidora do homem ao ecossistema.
    • Conhecer as demais estruturas de unidades militares e as respectivas formas combativas, visando possibilitar o desempenho das suas funções, também nessas organizações militares, após a complementação dos conhecimentos por intermédio de cursos ou estágios.

  • Para o desempenho das demais funções correspondentes aos cargos não especificados no item anterior, dentro do universo considerado, o finalista do curso apresenta condições cognitivas, psicomotoras e afectivas que o capacitarão ao emprego, à ampliação e à actualização de seus conhecimentos profissionais, por intermédio do auto-aperfeiçoamento ou pela realização de cursos ou estágios.
O plano de estudo comporta:
  • Total de horas do curso: 9000
  • Total de tempo de Aulas do Curso Presenciais: 5206
  • Total de tempo de horas extras: 3750
  • Total de horas dedicadas ao Trabalho de Investigação Aplicada: 44
  • Total de tempo dedicado a outras actividades: 420