Notícia: A Academia Militar do Exercito acolhe o Acto Central das Comemorações do 26º Aniversário da sua Criação


O acto central das Comemorações do 26º aniversário da criação do Exército, decorreu na Academia Militar, na cidade do Lobito e, incluiu o patenteamento e a entrega das espadas aos primeiros 99 oficiais formados pela Academia Militar.


No dia 17 de Dezembro de 2017, decorreu na Academia Militar do Exército, a Cerimónia de comemoração do 26º aniversário de Criação do Exército no qual foi incluída o patenteamento, a entrega das Espadas, símbolo de comando e juramento de fidelidade, acto de ingresso no quadro permanente, dos 99 primeiros oficiais, finalistas do Curso de Licenciatura em Ciências Militares pela Academia Militar em Território Angolano.

Esta Cerimónia contou com distintos convidados governamentais, eclesiásticas, militares das Forças Armadas, forças de segurança, familiares, professores, funcionários civis da Academia. Foi presidida por Sua Excelência, General do Exército, Chefe de Estado Maior General das Forças Armadas Angolanas, Geraldo Sachipengo Nunda, que efectuou o patenteamento e entrega da espada de honra ao finalista primeiro classificado do curso, o  Cadete  Anacleto António Paulo Alberto, de especialidade de Engenharia Militar, que se destacou ao longo dos cinco anos do curso, sob o olhar atento dos seus país e distintos convidados que se encontravam na tribuna. Seguidamente, os chefes das Direcções das Armas e Serviços do exército efectuaram o patenteamento e a entrega das espadas aos demais novos oficiais, finalistas.

Após o momento de patenteamento e recepção da espada os novos oficiais efectuaram o seu juramento de fidelidade em frente ao estandarte nacional, marcando o ingresso deste oficiais no quadro permanente do Exército.

O Comandante do Exército, General Goveia João de Sá Miranda na sua mensagem de boas vindas em alusão data comemorativa do Exército, transmitiu palavras de confiança e coragem. Passa-se a citar: “É chegado o momento tão esperado! Vocês participaram do mais intenso programa de formação militar Exército. Foram cinco anos de devotamento integral ao ideal de tornar-se um oficial combatente de carreira do Exército. Há agora entre vocês e o Exército Angolano um grande compromisso de vida. Que a espada, símbolo de equilíbrio e justiça, seja dignificada por cada um! De agora em diante, vocês já são o novo sangue do nosso Exército!”.

Por seu lado, no seu discurso, o Chefe EMG/FAA, efectuou inúmeras considerações relativas ao aniversário do exército, à modernização do Exército, em particular, e das forças Armadas, em geral. Depois dirigiu-se aos novos Oficiais, elogiando-os e exortando-os para a honrosa tarefa de defender a Pátria. “Os novos Tenentes assumiram hoje, a missão de defender o nosso País. Essa tarefa enobrece o militar! Cada vez mais temos que investir e valorizar essa carreira, que deve ser motivo de orgulho para todos os cidadãos Angolano. No ano passado, este tipo de cerimónias eram realizadas no exterior do Pais em outras Academias e Instituições de Nações Amigas. A concretização deste acto na Academia Militar do Exército, reflecte o comprimento das orientações do Presidente da República João Lourenço, que aposta na modernização dos quadros das Forças Armadas Angolanas e em dar passos sólidos tendentes à criação de uma Industria da Defesa.

Após a cerimónia o Tenente Anacleto António Paulo Alberto, 23 anos, natural do da Província do Uíge, acompanhado pelo seu pai, destacou que a carreira militar é uma grande realização para a sua vida. Referiu de forma emocionada: “Estou muito feliz com esta nova conquista! A recepção da espada das mãos do general do Exercito simboliza essa grande conquista. É uma alegria imensa poder dividir este momento rodeado de familiares e amigos, inclusive meu pai que sempre me incentivou a redobrar esforços nos estudos para obter êxitos nesta carreira de oficialato que hoje comecei!”.

O evento foi encerrado com o acto simbólico da saída dos novos tenentes pelo Portão Monumental da Academia Militar. Na medida em que os novos oficiais passavam pelo 2º Comandante, do Exército, General Marques Correia Banza, pelo General Macedo Francisco do Amaral Fernandes 2º Comandante para Educação Patriótica do Exército, pelo Tenente General António de Sousa Queirós Comandante da Academia, pelo Tenente General Francisco Correa Passo, Chefe da Direcção de Defesa Anti-Aérea e pelo Tenente General Eugénio da Silva Quaresma “Geny” Chefe da Direcção Principal da Logística do exército, junto do portão Monumental recebiam uma lembrança dos Oficiais Generais identificados.

Após a saída dos novos tenentes, foi servido um almoço de confraternização.


Publicada aos: 31 De 12 De 2017 | Actualizada aos: 31 De 12 De 2017